Adeus, Ensino Médio

11064778_886671458061710_3937272186564308250_n

 Quando troquei de escola pensava que não iria me adaptar. Pensava que iria repetir de ano e todos os dias eram dias de choro em casa pedindo pra voltar pra escola antiga. Afinal, tinha passado oito anos da minha vida com aquelas mesmas pessoas dentro de uma sala de aula, os professores não mudavam e eu só tinha que me preocupar com as simples provas que teria no final do mês. Mudar pra uma escola nova significa ter que fazer novos amigos, se adaptar com novas regras, novas aulas, aprender a lidar com novos professores, e eu simplesmente não queria nada disso.

 Os meses foram passando e eu fui conhecendo gente nova. Gente que me fez muito bem, que me ensinou muitas coisas e me permitiu ensinar muitas coisas também. Fiz amigas que estavam prontas para me ajudar em qualquer perrengue e que sempre riam das minhas idiotices. Criei laços com professores que sempre estiveram dispostos a me ajudar não apenas nos conteúdos, mas também nas lições que teria que levar para a vida.

 Logo no meu primeiro ano na escola nova eu aprendi a lidar comigo mesma. Perdi meus medos de falar com gente diferente do meu circulo de amizades, perdi a insegurança em conhecer de verdade pessoas novas e deixar com que essas pessoas me conhecessem também. Aprendi não só logaritmos ou reações endo e exo, aprendi a conviver com pessoas diferentes. Aprendi também que todos nós temos os nossos medos, e eu estive disposta nesses três anos de ensino médio para ouvir e ajudar cada pessoa que conquistou o seu lugar no meu coração a superar os seus medos e aprender com eles. No final das contas, eu aprendi ainda mais com cada uma dessas pessoas.

 Eu não sou mais aquela menina de 14 anos que entrou em uma escola sem conhecer ninguém e se escondendo, sem querer chamar atenção. Não, eu ainda não quero chamar atenção, mas hoje já não me escondo mais porque se tem uma coisa que eu aprendi é que todas as pessoas possuem uma história e eu quero poder ouvir o máximo possível delas. Hoje eu sou uma menina de 17 anos prestes a entrar na faculdade e que ainda não sabe nada da vida, mas que com certeza quer conhecer cada segredo dela.

 O mundo não é um lugar justo, e isso eu aprendi no ensino médio. Descobri que amar o próximo não são apenas palavras que ficamos falando em uma sala de aula sem agir. Amar o próximo é lutar diariamente pela dignidade da outra pessoa que não é concedida. Amar o próximo é respeitar as diferenças, afinal por dentro somos todos iguais. Amar o próximo é mais do que simplesmente falar, é agir.

 O Ensino Médio não é só festas, drogas, bebidas. Para muitos, nem é isso. Ensino Médio é aprender a cada dia o valor das nossas vidas e querer aproveitar cada segundo, porque o tempo não volta e tudo o que fica são memórias. O Ensino Médio serve para auto conhecimento, conhecimentos sobre o mundo e sobre a vida. Conhecimento para a vida. Conhecimentos trazidos pela vida. Ensino Médio é muito mais do que brigas fúteis, contagem de número de likes ou uma simples disputa sobre quem é mais bonit@.

 O meu Ensino Médio foi marcado por muito mais do que meros conhecimentos didáticos. Muito mais do que 50 minutos em cada aula. Ele foi marcado de frases, momentos, risadas, gritos e muita música. Foi marcado com aprendizados além do que o google pode explicar. Aprendizados que apenas uma outra pessoa pode nos proporcionar.

 E é isso o que me faz ficar feliz por esse tempo que estive no Padre Reus. Quando eu cheguei não queria ficar, mas agora eu não quero ter que dizer adeus. Apesar de saber que não vou perder os laços que criei, é doloroso pensar que não vou mais ter as minhas manhãs divididas com pessoas tão especiais em um lugar tão especial. Mesmo com os momentos ruins, tudo foi importante e eu não mudaria um dia se quer desses últimos três anos. Posso dizer claramente que sou quem sou hoje por conta de todas as pessoas que me rodearam nesses anos e eu sou muito grata por isso. Tenho orgulho da pessoa que o Padre Reus me tornou e torna os seus alunos.

 A saudade vai bater, o meu coração vai apertar e todos os momentos que eu vivi nessa escola vão voltar como flashes. E então eu vou pensar o quanto foi bom esse tempo, estar com aquelas pessoas e não vou querer que acabe. É difícil pensar que de uma hora para a outra as coisas simplesmente têm um fim. A gente se acostuma tanto com tudo isso que depois, não quer que acabe. Mas uma hora precisa acabar e nós precisamos começar coisas novas. A gratidão é o que fica por esses três anos.

Anúncios

3 comentários sobre “Adeus, Ensino Médio

  1. Teu texto como sempre lindo e tocante… Obrigada por me dar a certeza de que mais uma vez não errei,pois as dúvidas eram enormes ao te trocar de escola e a responsabilidade de fazer dar certo não era só minha! Obrigada filha por ser como tu és , pelo orgulho que sinto de ser tua mãe …. Agora nova etapa se inicia e tenho certeza q será maravilhosa e terás muito êxito pois quem faz as coisas com o coração sempre consegue o melhor!

    Curtir

  2. Juro que quase chorei, relembrei dos momentos mais incríveis do ensino médio e definitivamente não vou superar, mas a gente tem que se preparar pras coisas novas da vida e os 3 anos de ensino médio contribuem muito pra isso.
    Amei o post.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s