Um Acúmulo de Palavras Sem Sentido

 90e1568dda74f80c98a5e904ee3d4b34

Escrever nem sempre foi a maneira em que eu encontrava pra esclarecer tudo na minha cabeça. Pra ser sincera, nem lembro mais o que eu fazia pra relaxar nos piores momentos da vida antes de começar a escrever. Se é que os piores momentos já chegaram. Com 14 anos comecei a acompanhar alguns autores e descobri essa paixão (graças a alguma força superior). Eu chegava a escrever uns 3 textos em 1 hora e ficava feliz com isso. Ultimamente, se escrevo 1 texto durante o dia já me sinto imensamente bem por ter arranjado alguns minutos de paz nessas vinte e quatro horas frenéticas.

 As coisas têm acontecido rápido. As inspirações vem e vão muito rápido, mas a necessidade de poder digitar tudo o que eu sinto continua firme e forte. Pensei em escrever sobre meus sonhos, sobre amizades, sobre amor… Agora estou aqui, escrevendo sobre a minha paixão pela escrita. Já que comecei a faculdade de filosofia, acho que nada mal perguntar aqui o que é a paixão. Não sei o que os professores da universidade dizem sobre isso, mas gosto de levar pelo lado da admiração e desejo por algo. No meu caso, nada como numa tarde de quinta feira desejar tanto um momento para escrever e admirar as palavras que surgem.

 Falar nunca foi o meu forte. Eu tremo na base e não tem jeito: fico vermelha, a voz treme, o coração começa a pular desesperadamente esperando que ninguém esteja de fato prestando atenção em mim. Quando escrevo, não me importo com mais nada. No papel, ou tela em branco, está tudo o que eu sinto bem explicadinho para que não haja dúvidas de que a sinceridade esteve presente em cem por cento do texto. Talvez amanhã não sinta mais as mesmas coisas, e daqui a vinte anos volte a sentir. Mas o registro de cada pensamento é o que me faz pensar o quanto Raul Seixas estava certo quando disse que somos metamorfoses ambulantes, e graças a deus! Ninguém merece viver sentindo sempre as mesmas coisas, com os mesmos medos e mesmas inseguranças. Devemos nos permitir a cada instante sentir coisas novas, e a minha maneira de registrar cada emoção é escrevendo.

 Talvez seja só um hobby bobo de adolescente de dezessete anos. Talvez o que eu escrevo seja um acúmulo de palavras sem sentido que eu penso que estou entendendo alguma coisa. Talvez eu escreva um livro. E talvez, ninguém queira publicar. Mas se tem alguma coisa certeira é de que eu escrevo para mim do fundo do meu coração. A lavagem da alma mais linda que pude encontrar nessa caminhada tão curta, até agora. E continuarei escrevendo, até que algum dia eu canse. Se esse dia vai chegar? Talvez sim. Talvez não. No momento, posso dizer que aposto todas as fichas no não. Mas quem sabe, né Raul?

 

Anúncios

2 comentários sobre “Um Acúmulo de Palavras Sem Sentido

  1. Muito bom seu texto, e expressivo, senti que vc ficou a vontadezona pra se expressar (foi mal o neologismo.) rs. Me lembrou a duas poesias.

    “Porque a poesia purifica a alma
    …e um belo poema — ainda que de Deus se aparte —
    um belo poema sempre leva a Deus!” (Quintana)

    “um dia mergulhei nas palavras
    e não sabia que era um mergulho sem volta.
    percebi isso quando me vi sem ar;
    – e sem querer voltar!
    pensando bem, eu não mergulhei nas palavras.
    elas que me engoliram.”
    Rafa Gizzi

    As palavras são algo divino, como se fosse uma corda que Deus nos manda. Já reclamei muito por ser tão poética e as vezes não saber falar algo objetivo, na cara, sabe? Mas hoje eu entendo que Deus dá a cada um modo de expressão e esse é o meu: as palavras, tira meus nós.

    Beijos querida,

    Até a próxima.

    Deus continue a te abençoar! 😀

    http://fenix-es.blogspot.com/

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s