Desculpe o transtorno, preciso falar de peitos

tits

Na verdade, não desculpa não. Nós todos precisamos falar de peitos. Existe um grande tabu em cima das mamas femininas. Quer dizer, tabu quando não é para fetiches masculinos, claro.

Quando éramos mais novas não havia nenhuma diferença física entre nossos peitos e o peito dos nossos primos e irmãos, até que nós fomos crescendo. A sociedade fez questão de dizer que estava chegando a hora de escondermos o nosso corpo.

“Tem que começar a usar sutiã, hein” eu ouvi quando tinha nove anos. Eu tinha vergonha disso. Ter que usar o sutiã, pra mim, significava que o meu corpo não era só mais um corpo de uma pessoa. Ele estava se tornando o corpo de uma mulher. E ser mulher não é fácil assim.

Desde sempre nos ensinaram que os nossos peitos devem ficar guardados. Temos que tomar cuidado com o decote na rua e ai se o sutiã fica aparecendo. Não queremos ser putas. Putas, essas que são rotuladas diariamente pela sociedade por serem resolvidas com os seus corpos.

Existe essa norma que nos diz como nós devemos nos comportar. Quem pode ou não ver. Quem pode ou não gostar. Mas afinal, alguém nos perguntou como nós nos sentimos sobre isso?

Estamos no final do mês do outubro rosa. Neste mês nós vemos tantos prédios com luzes rosas pela cidade e pensamos “nossa, eles se importam sim com a gente”. Hoje eu comecei a duvidar um pouco.

Eu faço parte de uma agência publicitária, a Criaminas, e nós estávamos lançando nossa primeira peça da campanha para o mês da luta contra o câncer de mama quando tivemos uma surpresa: o vídeo foi excluído. Então eu me pergunto: e se fosse mais um vídeo de putaria sendo compartilhado para o prazer da macharada?

Mulheres se uniram por uma causa delas mesmas para elas mesmas. Mas fomos censuradas, mesmo com todo o tipo de “maquiagem” possível para esconder (mais uma vez) o nosso corpo.

Dizem que o que eu desejo é uma grande utopia. Dizem que nós só precisamos nos dar valor. Dizem que os nossos seios são sensuais demais para serem mostrados nas ruas ou nas redes sociais. Dizem que a mulher é sensual demais. E eu ainda acredito na minha suposta utopia de que nós, mulheres, vamos conhecer um tempo em que os nossos corpos serão considerados corpos, e não objetos sexuais.

Quero usar o meu seio para conscientizar mulheres sobre o câncer de mama, mas enquanto tratarmos essa parte do corpo como tabu ou enquanto continuar sendo sexualizado pela sociedade, as coisas vão continuar sendo difícieis. #QuemTemPeitoFala

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s