Outro Texto

tumblr_mzk3ug89Lx1s8svbuo1_1280

Não queria começar esse texto falando que é estranho tal sentimento. Tenho a sensação que já comecei um texto assim antes. Então, vou começar falando que é completamente normal isso tudo.

Pausa para estalar os dedos. Respira.

Os meus dedos ficam saltitando pelo teclado rapidamente. Eu sei que estou sentindo alguma coisa, mas não sei o que é. Talvez eu só esteja na tpm mesmo. Ou talvez eu tenha levado muito a sério o que a Carla disse na sexta feira sobre já fazer um ano que terminou o namoro. Também faz um ano desde que eu terminei o meu namoro. Muitas coisas aconteceram. As vezes eu me pego lembrando de certos momentos. Mas tudo bem, é normal. Por favor, me digam que é.

Ontem eu sai. Fui em uma festa, para ser mais específica -esse texto tá começando a ficar “meu querido diário”. Não tinha lavado o cabelo e eu sinto que a Heloisa me julgou por isso. Também estava de salto alto e com certeza teve gente que me julgou lá dentro por isso. Fiquei boa parte do tempo no celular, até que um estranho apareceu se julgando capaz de me tirar da segunda tela e viver a tela da vida real. Acho que na verdade, eu só queria poder falar com alguém e sentir que essa pessoa também queria falar comigo. O problema é que eu sempre fico esperando que isso aconteça com as pessoas erradas.

Também pensei em começar o texto falando sobre saudades. Só que eu não sei de que. Provavelmente esse seja o sentimento estranho que eu tava falando.

Eu aperto o botão de desbloqueio do meu celular constantemente para ver se recebi alguma mensagem. Quando recebo, a sensação de vazio continua a mesma. Ok. Agora eu tô achando que isso tudo é culpa da quantidade de indie que tocou no Margot ontem. Talvez eu não devesse ter cantado tão enlouquecidamente Are You Mine e muito menos performado Call Me Maybe com tanta nostalgia no peito.

Não tenho mais unhas para roer e nem coragem de continuar tentando. Queria poder terminar esse texto completando o máximo das caracteres com a frase que mais me define no momento: “tá foda”. Mas não posso. Talvez a minha mãe leia isso daqui qualquer dia desses.

Eu sei do que eu sinto saudades. Não é de ter alguém, nem de me entregar a alguém. A saudade é de abraçar alguém e saber que essa pessoa se sente bem por isso.

Quero um caso de uma noite que me faça suspirar no dia seguinte lembrando de cada segundo, mas também quero uma pessoa para tomar um café e ouvir música junto numa quarta feira. Não me entendam mal, só que minha vênus é em sagitário mas eu ainda fico em crise quando vejo filmes de romances que não deram certo.

Terminei de assistir La La Land e resolvi escrever aqui. Não que isso signifique muita coisa. Mas significa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s