Minha campeã 

A playlist da Laura tava tocando enquanto eu tomava banho. Peguei a toalha, me enrolei nela e quando percebi lá estava eu dançando as músicas do Tropicália sozinha do banheiro.
A sensação de alívio, conforto e superação dominou o meu corpo de uma maneira que eu nunca senti antes. As lágrimas não param de rolar pelo meu rosto.

Meu coração vai explodir, aposto. E o sorriso não sai mais da minha cara.

Eu sempre acreditei muito. Não tem palavras. Logo eu, que tenho essa mania de colocar tudo o que sinto em texto. Só consigo dizer que eu tô orgulhosa e não é pouco.

Te ver daquele jeito me quebrou em pedaços que as minhas lágrimas de hoje estão tentando juntar. Fecho os olhos e penso nos últimos cinco dias e no quão difícil foi estar ai e aqui hoje. Agora você tá ai, do outro lado do mundo, com a medalha no peito e calma no coração. Tudo o que eu queria era isso: te ver calma. E no final tudo valeu a pena, afinal. 

Anúncios

O Jogo do Contente

follow

Em meio de tantas coisas/acontecimentos ruins no nosso dia a dia é sempre bom acreditar que algo melhor ainda está por vir. Muitas vezes superamos as nossas maiores dificuldades acreditando que nós podemos passar por cima delas.

 Vivemos em um mundo em que a meritocracia é quem comanda os nossos destinos. Dessa forma, se você é quem tem que correr atrás de uma vida melhor, por qual razão você acreditaria que não daria certo?

 O otimismo é muito bem visto no esporte, por exemplo. Um atleta não vai entrar um uma competição pensando que não vai vencer. Mesmo sabendo de todas as dificuldades, mesmo sabendo que o seu oponente também está preparado, ele continua crendo que pode e vai vencer.

 Pessoas pessimistas demais dificilmente saem do lugar. Por mais que tenham ideias fantásticas, não se permitem arriscá-las por levarem em consideração apenas os contras delas.

 Nos livros de Pollyana, o personagem sempre vê o lado bom das coisas, por mais horrível que a situação esteja. Esse é um exemplo no qual a sociedade em geral deveria seguir e jogar, junto de Pollyana, o jogo do contente (jogo que Pollyana brincava para não ficar para baixo com as coisas ruins).

 É o otimismo o que nos motiva a levantar todos os dias de manhã e acreditar que algo bom pode acontecer. Todas as boas ideias que moveram o mundo foram fundamentadas por alguém que deixou de lado todos os contras que à envolviam.

 O otimismo, com certeza, é uma ferramenta para as nossas vidas que, se usada de forma correta, nos faz irmos atrás dos nossos sonhos/objetivos sempre. E não existe nada melhor do que alcançá-los.